GrupoVocalOlisipo_©JoãoVasco.jpg
1U4A4987 copiar.jpg

HERANÇA
A Música da Sé de Évora

Textos e Traduções

Traduções da Bíblia por Frederico Lourenço, a partir do grego, usadas com o consentimento do autor, assinaladas com (*).

--------------------

1. Erumpant montes (Estêvão Lopes Morago, c.1575 - c.1630)

Salmo 71:3,5,8

 

Erumpant montes jucunditatem

et colles justitiam,

quia lux mundi Dominus

cum potentia venit.

 

Que as montanhas recebam paz para o Teu povo

E os montes em justiça, 

E estará juntamente presente com o Sol

E dominará desde mar até mar. 

 

 

2. Montes Israel (Estêvão Lopes Morago)

Ezequiel 36:8

 

Montes Israel,

ramos vestros expandite, et florete et fructus facite:

prope est ut veniat dies Domini.

 

Quanto às vossas montanhas, ó Israel,

o meu povo devorará as uvas e o vosso fruto,

porque estão perto de chegar. (*) [o dia do Senhor]

 

 

3. Laetentur Caeli (Estêvão Lopes Morago)

Isaías 49:13

 

Laetentur coeli, et exultet terra.

Jubilate montes laudem,

quia Dominus noster veniet.

 

Regozijai-vos, ó céus! E que a terra se alegre.

Que as montanhas rebentem de alegria; (*)

[porque chega o nosso Senhor.]

 

4. Regina Caeli (Manuel Rebelo, c.1575 - 1647)

 

Regina caeli laetare, alleluia

Quia quem meruisti portare, alleluia

Resurexit sicut dixit, alleluia

Ora pro nobis Deum, alleluia.

 

Rainha dos céus, alegrai-vos, aleluia

Porque quem merecestes trazer em vosso seio, aleluia

Ressuscitou como disse, aleluia

Rogai a Deus por nós, aleluia.

 

 

5. Magnificat (Duarte Lobo, c.1566 - 1646)

Evangelho segundo Lucas 1:46-55

 

Magnificat anima mea Dominum 

Et exultavit spiritus meus in Deo salutari meo. 

Quia respexit humilitatem ancillæ suæ.

Ecce enim ex hoc beatam me dicent omnes generationes.

Quia fecit mihi magna qui potens est.

Et sanctum nomen eius,

Et misericordia eius a progenie in progenies

timentibus eum. 

Fecit potentiam in brachio suo

dispersit superbos mente cordis sui.

Deposuit potentes de sede

et exaltavit humiles;

Esurientes implevit bonis

et divites dimisit inanes.

Suscepit Israel puerum suum

recordatus misericordiæ suæ, 

Sicut locutus est ad patres nostros,

Abraham et semini eius in sæcula. 

Gloria Patri, et Filio, et Spiritui Sancto 

Sicut erat in principio, et nunc, et semper, et in saecula saeculorum. Amen.

 

A minha alma engrandece o Senhor 

E alegrou-se o meu espírito em Deus, meu salvador. 

Porque mirou a humildade da Sua escrava.

Eis que a partir de agora todas as gerações me chamarão  bem-aventurada. 

Porque em mim fez coisas grandes o Poderoso.

E Santo é o nome d’Ele,

E a misericórdia d’Ele <é concedida> de geração em geração

Àqueles que O temem. 

E demonstrou força em Seu braço 

E dispersou orgulhosos no pensamento dos seus corações.

Derrubou dinastas de tronos 

E elevou humildes; 

Esfomeados encheu de coisas boas 

E ricos mandou embora sem nada. 

Acolheu a Israel, Seu escravo,

Recordado de misericórdia, 

Tal como falou aos nossos pais, 

A Abraão e à semente dele para sempre. (*)

Glória ao Pai e ao Filho e  ao Espírito Santo,

Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

 

6. Amen dico vobis (Francisco José Perdigão, † 1833)

Evangelho segundo Lucas 21:32-33

 

Amen dico vobis,

quia non praeteribit generatio haec, donec omnia fiant.

Caelum et terra transibunt: verba autem mea non transibunt.

 

Amém vos digo

que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam. 

O céu e a terra passarão, mas não passarão as minhas palavras. (*)

 

 

7. Cum audisset Joannes (Francisco José Perdigão)

Evangelho segundo Mateus 11:2-3

 

Cum audisset Joannes in vinculis opera Christi,

mittens duos de discipulis suis ait illi:

Tu es qui venturus es? An alium expectamus?

 

João, tendo ouvido falar na prisão dos feitos do Cristo,

enviou recado através dos seus discípulos e disse-lhe:

“Tu és o que vem, ou devemos esperar outro?” (*)

 

8. Omnis vallis implebitur (Francisco José Perdigão)

Evangelho segundo Lucas 3:5-6

 

Omnis vallis implebitur;

et omnis mons et collis humiliabitur.

Et erunt prava in directa;

et aspera in vias planas.

Et videbit omnis caro salutare Dei.

 

Toda a ravina será preenchida;

Toda a montanha e colina ficarão rasas.

Os caminhos tortuosos ficarão direitos;

E os desnivelados, planos se tornarão.

E verá toda a carne a salvação de Deus. (*)

 

9. Alleluia (Manuel Mendes, c.1547 - 1605)

Salmo 95:10

 

Alleluia.

Dicite in gentibus quia Dominus regnavit a ligno.

 

[Aleluia]

Dizei às nações: “O Senhor reinou!” <a partir do lenho>. (*)

 

 

Missa Brevis (Afonso Lobo, fl.1770 - 1790)

 

10. Kyrie

 

Kyrie eleison

Christe eleison

Kyrie eleison.

 

Senhor, tende piedade de nós

Cristo, tende piedade de nós

Senhor, tende piedade de nós.

11. Sanctus

 

Sanctus, Sanctus, Sanctus Dominus Deus Sabaoth,

pleni sunt coeli et terra gloriae tuae, Hosanna in excelsis.

 

Santo, Santo, Santo Senhor Deus do universo,

o céu e a terra proclamam a vossa glória, Hossana nas alturas.

12. Agnus Dei

 

Agnus Dei qui tollis peccata mundi, miserere nobis

Agnus Dei qui tollis peccata mundi, miserere nobis

Agnus Dei qui tollis peccata mundi, dona nobis pacem.

Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós

Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós

Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo, dai-nos a paz. 

 

13. Adjuva nos (Diogo Dias Melgaz, 1638 - 1700)

Salmo 78:9

 

Adjuva nos, Deus salutaris noster,

et propter gloriam nominis tui, Domine, libera nos:

et propitius esto peccatis nostris, propter nomen tuum. 

 

Ajuda-nos, ó Deus, ó nosso salvador!

Pela glória do Teu nome, Senhor, salva-nos.

Sê compassivo para com os nossos erros, pelo Teu nome. (*)

14. Salve Regina (Diogo Dias Melgaz)

 

Salve Regina,

Mater misericordiae,

Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.

Ad te clamamus, exsules filii Hevae,

Ad te suspiramus, gementes et flentes

In hac lacrimarum valle.

Eia, ergo, advocata nostra,

Illos tuos misericordes oculos ad nos converte;

Et Jesum, benedictum fructum ventris tui,

Nobis post hoc exilium ostende

O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

 

Salve Rainha,

Mãe de misericórdia,

Vida, doçura e esperança nossa, salve!

A Vós bradamos, os degredados filhos de Eva,

A Vós suspiramos, gemendo e chorando

Neste vale de lágrimas. 

Eia, pois, advogada nossa,

Esses Vossos olhos misericordiosos a nós volvei;

E Jesus, o bendito fruto do Vosso ventre,

Mostrai-nos depois deste desterro,

Ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria.

 

 

15. Dicebat Jesus (Miguel Anjo do Amaral, † 1826)

Evangelho segundo João 8:46

 

Dicebat Jesus turbis judaeorum:

Quis ex vobis arguet me de peccato?

Si veritatem dico vobis, quare non creditis mihi? 

 

Jesus dizia então aos Judeus:

Quem de vós me condena a respeito do erro?

Se eu falo a verdade, por que razão não acreditais em mim? (*)

 

16. Erat Jesus ejiciens (Miguel Anjo do Amaral)

Evangelho segundo São Lucas 11:14

 

Erat Jesus ejiciens daemonium et illud erat mutum.

Et cum ejecisset daemonium, locutus est mutus,

et admiratae sunt turbae.

E Jesus estava a expulsar um demónio mudo.

Aconteceu que, tendo saído o demónio, o mudo falou.

E as multidões espantaram-se. (*)

 

17. Libera me (Estêvão Lopes Morago)

 

Libera me, Domine, de morte aeterna,

in die illa tremenda:

quando caeli movendi sunt et terra:

dum veneris judicare saeculum per ignem.

Tremens factus sum ergo, et timeo,

dum discussio venerit, atque ventura ira.

Dies irae, dies illa,

calamitatis et miseriae,

dies magna et amara valde.

Requiem aeternam dona eis, Domine:

et lux perpetua luceat eis.

 

Liberta-me, Senhor, da morte eterna

nesse dia tremendo:

em que os céus e a terra serão revolvidos:

e tu virás julgar o mundo pelo fogo.

Estou a tremer e temo

até que o julgamento chegue e a ira venha.

Dia da ira, dia esse

de calamidade e miséria,

dia grande e muito amargo.

Dá-lhes, Senhor, o eterno repouso

e que a luz perpétua brilhe sobre eles.

 

18. Credo quod Redemptor (Estêvão Lopes Morago)

Job 19:25-26

 

Credo quod Redemptor meus vivit

et in novissimo die de terra surrecturus sum

et in carne mea videbo Deum salvatorem meum.

Quem visurus sum ego ipse, et non alius,

et oculi mei conspecturi sunt.

 

Pois sei que é imortal Aquele que irá desfazer-me na terra.

Que se levante a minha pele que aguenta estas coisas; 

Pois estas coisas foram cumpridas em mim pelo Senhor, 

Coisas das quais eu tenho em mim consciência,

Que o meu olho viu e mais nenhum. (*)

 

 

19. Plange (Francisco Martins, c.1622 - 1680)

Joel 1:8-9,13,15; 2:11

 

Plange quasi virgo, plebs mea:

ululate, pastores, in cinere et cilicio:

quia venit dies Domini

magna et amara valde.

Accingite vos, sacerdotes,

et plangite ministri altaris,

aspergite vos cinere.

Lamenta-te por mim, mais do que uma noiva

[uivai, pastores cobertos de cinzas e vestidos de saco]

Porque o dia do Senhor está próximo

Grande e muito assinalável: e virá desgraça atrás de desgraça.

Cingi-vos e lamentai-vos, ó sacerdotes!

Chorai, vós que ministrais no altar!

Entrai, dormi em <roupas de> saco (*)

 

20. Sepulto Domino (André Rodrigues Lopo, fl.1770 - 1800)

 

Sepulto Domino, signatum est monumentum:

volventes lapidem ad ostium monumenti.

Ponentes milites, qui custodirent illud.

Accedentes principes sacerdotum ad Pilatum, petierunt illum. 

 

Sepultado o Senhor, o sepulcro foi selado 

rolaram uma pedra para a porta sepulcral.  

Puseram soldados para o guardar;

Os sumo-sacerdotes foram recebidos por Pilatos, 

que lhe pediram isso.

 

21. Ductus est Jesus (Afonso Lobo)

Evangelho segundo Mateus 4:1-2

 

Ductus est Jesus in desertum a spiritu

ut tentaretur a diabolo

et cum jejunasset quadraginta diebus et quadraginta noctibus, postea esuriit.

Então Jesus foi levado pelo Espírito a subir até ao deserto

para ser posto à prova pelo diabo.

E tendo jejuado durante quarenta dias e quarenta noites, por fim sentiu fome. (*)

22. Assumpsit Jesus (Afonso Lobo)

Evangelho segundo Mateus 17:1-2

 

Assumpsit Jesus Petrum et Jacobum et Joannem fratrem eius:

et duxit illos in montem excelsum seorsum:

et transfiguratus est ante eos.  

 

Jesus toma Pedro e Tiago e João (o irmão deste)

e leva-os para uma alta montanha, para estarem sós.

E transfigurou-se diante deles. (*)

 

23. Erat Jesus ejiciens (Afonso Lobo) [ver número 16]

 

24. Cum sublevasset (Afonso Lobo)

Evangelho segundo João 6:5-6

 

Cum sublevasset ergo oculos Jesus,

et vidisset maximam turbam venientem ad se, dixit ad Philippum:

Unde ememus panes, ut manducent hi?

Ipse enim sciebat quid esset facturus.

 

Jesus, levantando os olhos

e vendo que uma multidão numerosa avança em direção a ele, diz a Filipe:

“Donde compraremos pães para que estes comam?”

Disse-lhe isto para o pôr à prova, pois ele próprio sabia o que ia fazer. (*)

 

25. Dicebat Jesus (Afonso Lobo) [ver número 15]

26. Beati omnes (Pedro Vaz Rego, fl.1770 - 1800)

Salmo 127

 

Beati omnes qui timent Dominum, 

qui ambulant in viis ejus. 

Labores manuum tuarum quia manducabis: 

beatus es, et bene tibi erit. 

Uxor tua sicut vitis abundans in lateribus domus tuae;  

Filii tui sicut novellae olivarum

in circuitu mensae tuae. 

Ecce sic benedicetur homo 

qui timet Dominum.

Benedicat tibi Dominus ex Sion, 

et videas bona Jerusalem

omnibus diebus vitae tuae, 

Et videas filios filiorum tuorum: 

pacem super Israel. 

Gloria Patri et Filio et Spiriti Sancto.

Sicut erat in principio, et nunc, et semper, et in saecula saeculorum. Amen. 

Bem-aventurados todos os que temem o Senhor,

Os que avançam nos caminhos d’Ele. 

Comerás os esforços dos teus frutos.

Bem-aventurado és - e <tudo> te correrá bem. 

A tua mulher como uma vinha viçosa. Nos lados da tua casa.

Os teus filhos são como rebentos de oliveiras 

À roda da tua mesa. 

Eis que assim será abençoado o ser humano 

que teme o Senhor. 

Que o Senhor te abençoe desde Sião 

E que vejas as coisas boas de Jerusalém,

Todos os dias da tua vida.

E que vejas os filhos dos teus filhos. 

Paz sobre Israel! (*)

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo,

Como era no princípio, agora e sempre. 

Amém.

 

27. Mulier quae erat in civitate peccatrix (Manuel Cardoso, 1566 - 1650)

Evangelho segundo Lucas 7:37-38

 

Mulier quae erat in civitate peccatrix

Stans retro secus pedes Domini,

Lacrymis coepit rigare pedes ejus; 

Et capillis capitis suis tergebat

Et osculabatur pedes ejus

Et unguento ungebat

 

Certa mulher, conhecida naquela cidade como pecadora,

colocando-se por detrás dele e chorando,

começou a banhar-lhe os pés com lágrimas;

secava-os com os cabelos

e beijava os pés dele

e ungia-os com perfume. (*)